Área do cliente

Notícias

Dirigentes da Fiea recebem o Prêmio Selma Britto

Quinta-feira, 24 de março de 2022

Homenagem foi entregue nessa quarta-feira, 23, na cidade histórica de Penedo

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), empresário José Carlos Lyra de Andrade, foi uma das personalidades agraciadas com o Troféu Selma Britto. Outro representante da diretoria do Sistema Fiea, o empresário Francisco Acioli, também foi homenageado.

A cerimônia de entrega do troféu, realizada na noite dessa quarta-feira, 23, reuniu no Theatro Sete de Setembro, no município histórico de Penedo, pessoas de destaque em áreas como cultura, política, economia, turismo, moda, saúde, gestão pública e desenvolvimento.

José Carlos Lyra foi reconhecido na categoria ‘Indústria e Desenvolvimento’. “No comando da Federação das Indústrias, ele é um dirigente atento aos interesses dos 20 sindicatos filiados, competente na defesa das mais de 643 indústrias associadas à Fiea. Seu objetivo é torná-los cada vez mais representativos nas instâncias de decisão da sociedade alagoana”, disse Acioli, que representou Lyra na cerimônia.

Presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário (Sindivest/AL), do Conselho Fiscal do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), e superintendente da Unidade Sindical da Federação das Indústrias Alagoas, Francisco Acioli foi agraciado na categoria ‘Moda Alagoana’.

Em seu discurso no palco do teatro mais antigo de Alagoas, inaugurado em 1884, ele fez um discurso baseado no agradecimento todo os parceiros que contribuem para fortalecer o setor no estado, como a Fiea, o Senai, o Sebrae, o Governo de Alagoas e algumas prefeituras.

Hoje, o Sindivest conta com 245 empresas filiadas, além de apoiar quatro polos de confecção e 42 associações de costureiras espalhadas por Alagoas, que geram 8 mil empregos diretos. “As mulheres representam 95% dos associados ao sindicato. É a geração de emprego e renda acompanhada de empoderamento. Mas, quero deixar claro que ninguém faz nada sozinho”, concluiu.

O Prêmio

Em sua 7ª edição, o prêmio que leva o nome de uma pianista clássica alagoana foi organizado pela empresa Eventur, que atua em eventos e produção cultural, com apoio da Prefeitura de Penedo, Sebrae, Cooperativa Pindorama,  AMA e secretarias do governo estadual.

Compartilhe: