Área do cliente

Notícias

Fiea faz primeira reunião presencial com empresários  sendo informados sobre plano da Braskem para Maceió

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

O retorno trouxe à Federação presidentes dos diversos sindicatos patronais que formam a entidade de representação da indústria alagoana

Após dois anos, um longo intervalo provocado pela pandemia de Covid-19, nesta quinta-feira, 26, a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) voltou a reunir sua diretoria presencialmente. “Muito bom podermos voltar a nos encontrar, para discutir as questões do setor produtivo e de Alagoas”, disse o empresário José Carlos Lyra de Andrade, na primeira reunião presencial de sua nova gestão. Lyra acaba de ser empossado para conduzir a Fiea no período de 2022 a 2026.

O retorno trouxe à Federação presidentes dos diversos sindicatos patronais que formam a entidade de representação da indústria alagoana, e convidados, como a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Caroline Balbino. Na reunião, o presidente Lyra revelou que, junto com as demais entidades do setor produtivo, a Fiea está elaborando um plano de desenvolvimento que será entregue ao governador eleito em outubro próximo.

Além desse fato, a reunião presencial da Fiea foi marcada pela apresentação do plano “Obras de Mobilidade em Maceió”, da empresa Braskem S/A, que prevê investimentos de R$ 1 bilhão na capital alagoana. O plano, explicou Milton Pradines, diretor de Relações Institucionais da empresa, é parte do termo de adesão firmado com a Prefeitura de Maceió, e já recebeu aprovação do Ministério Público Federal (MPF/AL) e Estadual (MPE/AL).

O engenheiro civil André Alves, responsável pela elaboração do plano, explicou aos empresários que as intervenções serão na área afetada pela exploração de sal-gema, correspondente a 250 hectares, e em outros pontos da capital. Serão implantados 20 quilômetros de vias públicas, e melhorados outros 12 quilômetros já existentes. Segundo Alves, serão 11 ações que incluem recapeamento, calçamento, semaforização e monitoramento eletrônico.

Uma das intervenções, revelou o engenheiro, é a duplicação da Rua Belo Horizonte, no Farol, e da Avenida Menino Marcelo, a conhecida Via Expressa, no Antares.

Por sua vez, o diretor industrial de Vinílicos, Hélcio Colodete, fez uma explanação sobre todas as ações já executadas pela Braskem no enfrentamento do acidente que deslocou cerca de 40 mil pessoas, em cinco bairros de Maceió. “Nosso Conselho de Administração determinou que as questões em Maceió sejam equacionadas, pois, temos compromisso com o estado e com a sociedade alagoana”, disse o diretor.

Ele revelou que, além do investimento no plano de mobilidade, destinado a solucionar problemas de tráfego não só nas áreas atingidas pelo dano ambiental, mas também em outros pontos de Maceió, a Braskem, futuramente, deverá investir mais R$ 400 milhões no estado, numa parceria com a empresa Veolia.

Ao encerrar a reunião, o presidente da Fiea, José Carlos Lyra, destacou a importância da Braskem para a economia de Alagoas, e convocou o empresariado a defender sua permanência no estado, e a retomada de suas atividades industriais.

“É muito importante que nós, empresários, saibamos o que está acontecendo e o que vai acontecer. Mas é fundamental também ressaltar que a Braskem se responsabilizou por todos os danos, mesmo quando não diziam respeito a ela. Sigamos, apostando na superação de todos os problemas e na retomada de nossa economia”, concluiu Lyra, encerrando a reunião.

Compartilhe: