Área do cliente

Notícias

Rui Palmeira encerra série de encontros do setor produtivo com candidatos ao governo

Terça-feira, 13 de setembro de 2022

O candidato Rui Palmeira iniciou sua fala aos empresários assumindo o compromisso de manter o que definiu como “diálogo permanente com o setor produtivo”

Com a participação do ex-prefeito de Maceió Rui Palmeira (PSD), as entidades do setor produtivo alagoano concluíram, na manhã desta terça-feira, 13, a série de encontros com os candidatos ao governo do Estado. Denominado Diálogo com os Candidatos, o evento foi realizado sob a coordenação da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), em parceria com as entidades da Agricultura e Pecuária e Associações Comerciais, nos dias 5, 6, 12 e 13, reunindo os quatro primeiros colocados nas pesquisas de opinião sobre a eleição de governador.

“Como já fizemos em outras eleições, nos reunimos com os principais candidatos para ouvi-los acerca de projetos de desenvolvimento e crescimento econômico, e para entregar a cada um as propostas e reivindicações da Indústria, da Agricultura e do trade turístico”, disse o empresário José Carlos Lyra de Andrade, presidente da Fiea.

Aos candidatos foi entregue a “Agenda do Setor Produtivo para o Desenvolvimento Sustentável de Alagoas – 2022”, documento que sintetiza as proposições das entidades, que também está sendo encaminhada aos candidatos ao Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

As lideranças empresariais apontam, no documento, os desafios estruturais e conjunturais que criam obstáculos ao crescimento e desenvolvimento do estado, propondo medidas que ajudem a superar os entraves. Além de Rui Palmeira, os empresários ouviram Paulo Dantas (MDB), Fernando Collor (PTB) e Rodrigo Cunha (UB).

O que pensa o candidato

O candidato Rui Palmeira iniciou sua fala aos empresários assumindo o compromisso de manter o que definiu como “diálogo permanente com o setor produtivo”. Fazendo referências às suas gestões como prefeito de Maceió, por dois mandatos consecutivos, ele garantiu ao empresariado que, se eleito governador, será o mesmo gestor pronto ao diálogo e ao entendimento com as forças da sociedade e, especialmente, com aqueles que constroem as riquezas e o crescimento socioeconômico do estado.

“Entendo que o papel do governo é articular o desenvolvimento”, afirmou Rui, destacando como fundamental a escolha de técnicos qualificados para compor o secretariado. Afirmando que Alagoas tem índices negativos em áreas importantes como Educação e qualificação profissional, o candidato assegurou que, com equipe capacitada e uma gestão comprometida com o desenvolvimento, é possível superá-los.

No encontro, o candidato Rui Palmeira se posicionou sobre questões de natureza governamental, como programas de habitação popular, geração de emprego e renda, alternativas energéticas, segurança, e apoio a micro, pequenos e médios empreendimentos. Para ele, é preciso valorizar os investidores que já estão em Alagoas, garantindo que tenham apoio e condições para crescerem mais.

“Temos bons instrumentos de desenvolvimento que são mal utilizados”, afirmou o candidato, citando a Desenvolve - Agência de Fomento de Alagoas, e o Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), como exemplos de políticas estaduais que não cumprem seus objetivos. Rui entende que a Desenvolve “tem a mesma burocracia” dos bancos públicos e privados, impedindo que pequenos e médios investidores sejam atendidos.

Recursos

Ele afirmou também que o Fecoep dispõe de recursos, mas estes não chegam “a quem precisa”. Para o candidato, são situações que precisam ser modificadas em favor do crescimento econômico e de toda população.

Na sua argumentação, Rui Palmeira também defendeu a criação de um comitê gestor do Canal do Sertão, a diversificação das matrizes energéticas, programas de habitação, e a valorização do ensino público. No tocante a fonte de energia, ele destacou a Companhia de Gás de Alagoas - Algás que, em seu entendimento, precisa de mais investimentos para chegar a outras regiões do estado.

Ao final, o candidato se comprometeu com as propostas e reivindicações contidas na Agenda do Setor Produtivo para o Desenvolvimento Sustentável, reafirmando sua firme disposição para o permanente diálogo com todos os que trabalham para o crescimento socioeconômico de Alagoas.

Compartilhe: